Conecte-se Conosco

Tecnologia

Uber lança nova categoria no Brasil e agora permite enviar objetos pelo app

Envios serão feitos pelos motoristas parceiros

Publicado

em

Foto: Hannah Mckay/Reuters

A Uber anunciou nesta segunda-feira (11) o lançamento no Brasil da categoria Uber Flash, que vai permitir aos usuários enviar objetos e artigos pessoais usando a plataforma. Com esse anúncio, a empresa passa a concorrer com serviços como Rappi, que já permitiam o envio de objetos.

A novidade por enquanto está disponível para 5 cidades — São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre e Salvador — e terá o mesmo preço de uma viagem UberX.

Para usar, basta solicitar uma viagem pelo aplicativo utilizando a categoria “Uber Flash”. É recomendável já estar com o pacote pronto e também fornecer informações ao motorista pelo chat dentro do app, como o nome de quem vai receber a encomenda no endereço final.

De acordo com a empresa, os objetos têm de ser de tamanho médio ou pequeno, “que possam ser acomodados com segurança no porta-malas do veículo”. Não é permitido enviar objetos de valor ou que sejam proibidos por lei ou pela política da Uber.

“O lançamento faz parte dos nossos esforços para acelerar o desenvolvimento de soluções que respondam aos impactos trazidos pela pandemia [de coronavírus]”, disse Claudia Woods, diretora da Uber no Brasil em nota.

Na semana passada, a Uber anunciou prejuízo de US$ 2,9 bilhões no 1° trimestre do ano. A empresa teve alta principalmente no serviço de entrega Uber Eats, que faturou 11% a mais que no mesmo período de 2019.

Também foi anunciado pela Uber um corte de 3,7 mil vagas de emprego, inclusive no Brasil, e do salário do presidente-executivo Dara Khosrowshahi.

Fonte: https://g1.globo.com

Comentários

Tecnologia

Microsoft vai fechar todas suas lojas físicas. Quatro das lojas serão convertidas em ‘centros de experiência’.

Gigante da tecnologia afirmou que decisão causará impacto de US$ 450 milhões no atual trimestre fiscal.

Publicado

em

Foto: Ted S. Warren/AP Photo/Arquivo

A Microsoft anunciou nesta sexta-feira (26) que vai fechar todas as suas lojas física de varejo ao redor do mundo. De acordo com a gigante de tecnologia, a decisão vai causar um impacto de US$ 450 milhões no trimestre atual gerado por depreciação de ativos.

A empresa afirmou que vai continuar investindo na loja on-line, bem como nas lojas do Xbox e do Windows, “alcançando 1,2 bilhão de pessoas todos os meses em 190 mercados”.

Em comunicado, a empresa afirmou que “os membros do time de varejo vão continuar a servir consumidores corporativos da Microsoft e vendas realizadas remotamente”, mas não especificou se haverá demissões.

“Esta é uma decisão estratégica difícil, mas inteligente, para a [o presidente-executivo Satya] Nadella tomar neste momento. As lojas físicas geraram uma receita de varejo insignificante para a Microsoft e, finalmente, tudo estava se movendo cada vez mais para os canais digitais nos últimos anos”, disse o analista da Wedbush, Dan Ives, em nota à agência Reuters.

Segundo a Microsoft, quatro das lojas serão convertidas em “centros de experiências”. Essas lojas ficam em Nova York, Sidney, Londres e em Redmond, onde fica a sede da empresa, no estado americano de Washington. A Microsoft não tem lojas no Brasil.

Segundo o portal The Verge, esse era um plano da empresa para o ano que vem, mas que foi antecipado devido à pandemia de coronavírus.

Fonte: https://g1.globo.com/economia/tecnologia

Comentários
Continue lendo

Tecnologia

Windows 10 May 2020 Update: veja o que muda no seu PC com a atualização

Atualização traz pareamento Bluetooth simples, Bloco de Notas remodelado e mais

Publicado

em

Fotos: Carolina Oschendorf/TechTudo e Reprodução/Filipe Garrett

A atualização de maio de 2020 do Windows 10 chegou na última quarta-feira (27) e trouxe uma série de novidades para o usuário. O pacote de correções e melhorias, que já está disponível para todos os dispositivos com Windows 10, conta com conexão Bluetooth mais simples, Bloco de Notas com mais recursos, possibilidade de restaurar o PC com uma imagem da nuvem da Microsoft sem instalar nada, controle de velocidade de download do Windows Update, entre outros recursos. Confira a seguir, uma lista com as novidades mais importantes da atualização.

Bluetooth mais fácil de usar

O processo de emparelhamento de dispositivos Bluetooth deve se tornar mais simples com o novo Windows 10. A partir de agora, o Windows irá exibir notificações e permitirá que você realize o pareamento entre computador e um novo dispositivo de forma descomplicada, usando apenas a área de notificações, sem precisar abrir o app “Configurações” para nada.

Para isso, basta colocar o dispositivo que você deseja conectar em modo de pareamento e, com o Bluetooth acionado no PC, você deve receber uma notificação alertando sobre a presença e possibilidade de conexão. Com isso, é só clicar em “Conectar” e pronto: os dispositivos estarão pareados. É bom ter em mente, no entanto, que o funcionamento do recurso pode atrapalhar em acessórios com Bluetooth mais antigo (inferior à geração 5.0 da tecnologia) ou em drivers desatualizados.

Bloco de Notas com mais recursos

O editor de texto simples do Windows ganhou novos recursos que o tornam mais polivalente e equiparável a editores simples usados no Linux e macOS. O Bloco de Notas agora permite zoom no texto para melhorar a legibilidade sem que o usuário aumente o tamanho de fonte, um recurso de pesquisa mais assertivo foi adicionado e, assim como rivais mais completos, passa a mostrar um asterisco na barra de título que alerta quando o documento possui alterações não salvas.

Autenticação da conta da Microsoft sem senha

Com a nova atualização, a Microsoft introduz a opção de que você realize login na sua conta da Microsoft usando apenas as tecnologias do Windows Hello, que vão do PIN tradicional à biometria em dispositivos compatíveis. A Microsoft acredita que eliminar as senhas é mais seguro e rápido para os usuários.

Para usar o recurso, basta acessar o menu de “Contas” dentro de “Configurações” e em seguida escolher “Opções de entrada”. A opção “Exigir entrada com Windows Hello para contas Microsoft” estará ativa por padrão, mas você pode desativá-la, caso deseje reativar login por senha.

Calculadora sempre no topo

A partir da nova versão do Windows 10, o aplicativo nativo de calculadora do sistema da Microsoft ganha a opção de “Manter na parte superior”. A ideia é que, quando ativa, essa opção mantém a calculadora em cima de toda a e qualquer janela ou tela aberta na sua área de trabalho, tornando o acesso à Calculadora simples e muito mais produtivo.

Para usar a novidade é bem simples. Basta abrir a “Calculadora” e clicar no botão “Manter na parte superior”. A partir de então, você terá acesso à ferramenta de forma super rápida para realizar contas sem precisar alternar janelas, economizando mais tempo. Para desativar, basta clicar em “Voltar para visualização completa”.

Mais kaomojis

A nova edição do Windows 10 passa a contar com um pacote maior de kaomojis, que consistem em combinações de caracteres para expressar ações ou reações sem o uso dos emojis convencionais. A nova coleção está disponível dentro do teclado de emojis da Microsoft, que continua acessível pela combinação das teclas Windows + ponto.

Para encontrar as opções, basta clicar no filtro de kaomojis no teclado e visualizar a coleção completa. Se você estiver em um app que permite inserção de texto, como editores e mensageiros, basta clicar na reação desejada para que o teclado de emojis insira a combinação direto no seu texto.

Recuperação via nuvem

Com o update de maio de 2020, o Windows 10 passa a permitir que o usuário use uma imagem da nuvem para realizar a restauração local do sistema. A ideia é que o processo de restauração permita que o usuário obtenha uma cópia limpa do Windows via Internet, ignorando a versão presente localmente no disco aumentando assim as opções de restauração para quem quer zerar o PC.

Para usar o recurso, basta acessar “Restauração” dentro do menu “Atualização e Segurança” do app “Configurações”. No campo “Restaurar o PC”, você deve clicar em “Começar agora” e escolher a opção “Remover tudo”. Na janela seguinte, o Windows irá apresentar a opção de realizar a restauração com imagem local, ou então com o download de uma cópia limpa do Windows direto da Microsoft.

Controle de banda do Windows Update

A partir da atualização de maio de 2020, o Windows 10 passa a permitir que o usuário controle a velocidade de download das atualizações do sistema operacional. Com isso, é possível fixar limites para impedir que o Windows 10 consuma toda a banda larga disponível, comprometendo o uso da Internet em conexões mais precárias.

Para intervir e fixar limites, basta acessar as opções de “Otimização de Entrega” no app de “Configurações e, em seguida, clicar em “Opções avançadas”. É possível determinar limites tanto para downloads em primeiro como em segundo plano para quem o Windows 10 não deixe sua Internet mais lenta enquanto atualiza. Você pode realizar a configuração tanto por limites absolutos de velocidade em megabits por segundo ou mesmo por limites relativos usando porcentagens da sua banda disponível.

Gerenciador de Tarefas mostra temperatura da GPU

O controle de temperatura de componentes como processador e GPU é essencial para que o computador mantenha um desempenho estável e boa autonomia de bateria. Até a atualização de maio, o usuário que quisesse monitorar em tempo real a temperatura do processador gráfico precisava baixar algumas ferramentas específicas para isso. Esses apps geralmente precisam funcionar em segundo plano, algo que ocupa memória RAM e compromete desempenho do seu sistema.

Com o novo pacote, o Windows 10 passa a mostrar esse tipo de informação sozinho no Gerenciador de Tarefas. Para visualizar a temperatura da placa de vídeo, basta abrir a ferramenta e acessar a aba de “Desempenho”. Lá é possível encontrar monitores de performance de todos os componentes do hardware, inclusive a GPU.

Fonte: https://www.techtudo.com.br

Comentários
Continue lendo

Tecnologia

Facebook compra Giphy e vai integrar plataforma ao Instagram

Especializada em manter uma biblioteca de arquivos GIF. Valor do negócio foi estimado em US$ 400 milhões.

Publicado

em

Foto: Divulgação

O Facebook nesta sexta-feira (15) um acordo estimado em US$ 400 milhões para comprar a Giphy, um site popular que armazena arquivos GIFs. O valor oficial da negociação não foi informado.

A gigante de rede social afirmou que vai incorporar a biblioteca de GIFs da Giphy ao Instagram e outras redes “para que as pessoas possam encontrar a maneira correta de se expressar”. O acordo foi divulgado pelo site Axios.

O tráfego da Giphy já vem majoritariamente do Facebook, segundo a própria rede social, mas outras empresas rivais como Twitter e Slack, também incorporam a biblioteca em seus serviços. Isso levanta questões sobre que outros tipos de dados o Facebook vai conseguir coletar para melhorar seu negócio de publicidade direcionada.

O Facebook terá acesso aos dados do conjunto de funções e procedimentos (chamado de API) que permite a integração da Giphy em outras redes, mas, segundo a rede social, não terá acesso a dados específicos dos usuários. A Giphy informou em publicação no blog da empresa que vai continuar trabalhando e disponibilizando a plataforma para outros parceiros.

A compra da Giphy é a segunda que o Facebook em menos de um mês. No final de abril, a empresa comprou uma plataforma digital indiana, chamada Jio, por US$ 5,7 bilhões. O Facebook também é dono de outras grandes plataformas, como o WhatsApp, e a fabricante de dispositivos de realidade virtual Occulus.

Foto: https://g1.globo.com

Comentários
Continue lendo

Destaque