Conecte-se Conosco

Policial

Lava Jato faz operação contra escritórios de advocacia acusados de desviar R$ 151 milhões do Sistema S

Objetivo do esquema era montar uma blindagem que mantivesse o empresário Orlando Diniz no comando de entidades.

Publicado

em

Foto: Divulgação

A força-tarefa da Lava Jato está nas ruas na manhã desta quarta-feira para cumprir mandados de busca e apreensão contra escritórios de advocacia que teriam sido usados para desviar ao menos R$ 151 milhões do Sistema S do Rio, composto pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio (Fecomércio-RJ), Sesc e Senac entre 2012 e 2018, sem comprovar o serviço prestado. O objetivo dos desvios era montar uma blindagem que mantivesse o empresário Orlando Diniz no comando das entidades.

A operação denominada E$quema S, uma parceria do Ministério Público Federal (MPF) com a Polícia Federal (PF) e Receita Federal, faz busca e apreensão em 50 endereços no Rio, São Paulo e Brasília, incluindo as firmas dos envolvidos e outros escritórios e empresas, porque além dos valores desviados há suspeita de malversação de mais R$ 200 milhões.

Entre os alvos está o escritório Teixeira, Martins Advogados, do advogado Roberto Teixeira, sócio de Cristiano Zanin Martins, o responsável pela defesa criminal do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Outro alvo é o escritório do advogado Frederick Wassef, ligado à família do presidente Jair Bolsonaro.

Além deles, os escritórios da ex-primeira-dama do Estado do RiocAdriana Ancelmo, Eduardo Martins, Ana Tereza Basilio, advogada do governador Wilson Witzel no processso de impeachment, Tiago Cedraz e Cesar Asfor Rocha também estão entre os investigados.

A ordem dos mandados foi expedida pelo juiz Marcelo Bretas, titular da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro. Os acusados são suspeitos da prática estelionato, peculato, tráfico de influência, exploração de prestígio, corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro, pertinência a organização criminosa e sonegação fiscal.

Fonte: https://oglobo.globo.com/brasil

Comentários

Policial

Preso é flagrado com 8 celulares, carregadores, cabos e chips dentro no corpo em MT

Ele expeliu objetos sozinho e não necessitou de atendimento médico. Materiais foram identificados após inspeção eletrônica durante revista.

Publicado

em

Foto: Sesp/MT

Um preso foi flagrado com oito mini aparelhos de celular com bateria, quatro plugs de cabo USB, sete chips e um fio de carregador dentro do corpo ao ser revistado na Penitenciária Osvaldo Florentino Leite Ferreira (Ferrugem), em Sinop, a 503 km de Cuiabá.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (Sesp), ele foi descoberto durante procedimento de entrada na penitenciária. O caso aconteceu na última sexta-feira (18).

Os policiais penais identificaram “comportamento suspeito” no homem, que estava em um grupo de recém-chegados ao local. Após busca pessoal, ele foi submetido à inspeção eletrônica, e o scanner corporal revelou a presença de alguns objetos.

Objetos seriam entregues a outros presos
O homem então confessou que transportava materiais que seriam entregues a presos da unidade.

Sozinho, ele expeliu oito mini aparelhos de celular com bateria, quatro plugs de cabo USB, sete chips de celulares e um fio de carregador de celular. O preso não necessitou de atendimento médico.

O material estava protegido por bexigas e fitas isolante. Aos policiais penais, ele relatou que receberia uma quantia em dinheiro caso conseguisse fazer a entrega.

O homem foi encaminhado para a ala destinada ao isolamento, como medida de prevenção ao novo coronavírus (Covid-19).

A direção da penitenciária afirma que investiga quem encomendou os objetos e a participação do preso nesse caso.

Fonte: https://g1.globo.com/mt

Comentários
Continue lendo

Policial

Traficante Elias Maluco é encontrado morto na prisão

Informação foi confirmada no fim da tarde desta terça-feira (22). Preso em 2002 e condenado pela morte do jornalista Tim Lopes, traficante ficou conhecido pelos métodos bárbaros com que matava pessoas.

Publicado

em

Foto: Reprodução/ TV Globo

O traficante Elias Pereira da Silva, mais conhecido como Elias Maluco, foi encontrado morto na tarde desta terça-feira (22) na Penitenciária Federal de Catanduvas, na região oeste do Paraná, segundo informações do Departamento Penitenciário (Depen).

Elias Maluco foi preso em setembro de 2002 e, em 2005, foi condenado a 28 anos e seis meses de prisão pela morte do jornalista Tim Lopes.

Em 2013, foi sentenciado a mais 10 anos, sete meses e 15 dias de prisão, desta vez pelo crime de lavagem de dinheiro. A mulher e a sogra dele também foram condenadas pelo mesmo crime.

Desde então, Elias Maluco ficou em presídios federais de segurança máxima.

Segundo o Depen, a família foi comunicada da morte pelo Serviço Social do Presídio Federal de Catanduvas.

Ainda de acordo com o departamento, a Polícia Federal foi chamada para fazer a perícia no local.

Tim Lopes
Elias Maluco foi preso no dia 19 de setembro de 2002. Ele foi condenado pelo assassinato do jornalista Tim Lopes, morto em junho daquele ano enquanto fazia uma reportagem sobre abuso de menores em um baile funk da favela Cruzeiro.

O traficante ficou conhecido pelos métodos bárbaros com que matava pessoas.

O corpo de Tim Lopes foi carbonizado numa fogueira de pneus conhecida como micro-ondas e só pôde ser reconhecido após exame de DNA. Outras seis pessoas foram condenadas por participação no crime.

Fonte: https://g1.globo.com/pr

Comentários
Continue lendo

Policial

14 pessoas são presas em operação contra pornografia infantil na internet

Operação Proteção Integral cumpre 24 mandados de busca e apreensão na manhã desta segunda-feira (21), em várias cidades do Paraná.

Publicado

em

Fotos: Divulgação/PCPR

14 pessoas foram presas em uma operação contra pornografia infantojuvenil deflagrada na manhã desta segunda-feira (21) pela Polícia Civil em várias cidades no Paraná.

Segundo a polícia, as prisões aconteceram em flagrante durante o cumprimento de 24 mandados de busca e apreensão em 16 cidades do estado.

Cerca de 150 policiais participaram da operação, batizada de Proteção Integral.

Durante as buscas, foram apreendidos computadores, notebooks, pendrives, HD’s e outros dispositivos que possam ter armazenamento de fotos ou vídeos de crianças e adolescentes em situação sexual.

Veja abaixo onde foram cumpridos mandados de busca:
.Curitiba (6);
.São José dos Pinhais (2);
.Quatro Barras (1);
.São Mateus do Sul (1);
.Pato Branco (1);
.Marmeleiro (1);
.Cascavel (1);
.Maringá (1);
.Londrina (1);
.Ibiporã (2);
.Ponta Grossa (1);
.Apucarana (1);
.Arapongas (2);
.Terra Boa (1);
.Godoy Moreira (1);
.Marechal Cândido Rondon (1).

Fonte: https://g1.globo.com/pr

Comentários
Continue lendo

Mais Lidas