Conecte-se Conosco

Esportes

É campeão! Flamengo perde, conta com tropeço do Internacional e celebra o título brasileiro

São Paulo venceu por 2 x 1, e festejou vaga na fase de grupos da Libertadores.

Publicado

em

Foto: Marcos Ribolli

O Morumbi terminou com festa em dobro nesta quinta-feira, pela última rodada do Campeonato Brasileiro. O São Paulo venceu por 2 a 1, garantiu sua vaga na fase de grupos da Libertadores, mas a comemoração no gramado ficou por conta do Flamengo, campeão brasileiro de 2020, repetindo a conquista de 2019, mas desta vez com muito mais sufoco. Os jogadores do clube carioca acompanharam por telefones celulares os minutos finais do empate entre Internacional e Corinthians em 0 a 0 em Porto Alegre e explodiram ao serem informados do fim do jogo.

O começo do drama
O Flamengo entrou em campo com a missão de conquistar uma vitória para não depender de outros resultados na busca pelo título. O São Paulo também precisava vencer para se garantir na fase de grupos da Libertadores. O domínio do Flamengo no primeiro tempo não foi suficiente para criar chances claras. Em sua única finalização nos 45 minutos iniciais, o São Paulo fez 1 a 0, em cobrança de falta de Luciano, que contou com a colaboração de Hugo Souza.

Em Porto Alegre, no primeiro tempo, a arbitragem já havia anulado um pênalti e um gol do Internacional com o auxílio do VAR, deixando o Flamengo ainda na primeira colocação.

Nova falha de Hugo
A aposta do Flamengo seguiu nas jogadas de bola parada. Em uma delas, empatou logo no começo do segundo tempo. Gustavo Henrique escorou para Bruno Henrique empatar. No entanto, o São Paulo voltou a ficar na frente do placar aos 13 minutos, quando Hugo Souza chutou mal para frente, Daniel Alves dominou e tocou para Pablo marcar.

Gabigol saiu machucado, substituído por Pedro. Depois, Gomes e Matheuzinho entraram nos lugares de Diego e Isla. Nada aconteceu no Flamengo. O São Paulo conseguiu controlar o jogo com tranquilidade e não permitiu grandes chances ao adversário, segurou bem a vitória e garantiu a conquista de seu objetivo, pelo menos, nesse jogo.

Sofrimento depois do apito final
Ao Flamengo, restou torcer pelo Corinthians. As cenas dos jogadores no banco acompanhando o jogo contra o Internacional mostraram que não havia capacidade de reação em campo. O sofrimento continuou até depois do apito final.

Já com o jogo no Morumbi encerrado, o Internacional teve mais um gol anulado por impedimento de Edenílson nos últimos minutos. Em campo, assistindo ao jogo por aparelhos de telefone celular, os jogadores do Flamengo iniciaram a festa assim que aconteceu o apito final em Porto Alegre. Festa do campeão brasileiro de 2020.

Rogerio Ceni é celebrado no Morumbi – Foto: Alex Silva/Estadão Conteúdo

Calvário e título
Ídolo do São Paulo, o ex-goleiro Rogério Ceni nunca venceu o ex-clube no cargo de treinador. O confronto desta quinta-feira foi o oitavo, com seis derrotas e dois empates, incluindo duas eliminações da Copa do Brasil de 2020, comandando Fortaleza e Flamengo. Desta vez, no entanto, saiu de campo campeão no estádio onde brilhou por 20 anos.

Campeões em sequência
Com as conquistas de 2019 e 2020, o Flamengo atual igualou o feito do Flamengo dos anos 80, campeão em 1982 e 1983, quando contou o atacante Nunes em seu elenco. O ex-jogador foi o responsável por entregar a taça de campeão nesta quinta-feira.

Na era dos pontos corridos, desde 2003, apenas São Paulo (2006, 2007 e 2008) e Cruzeiro (2013 e 2014) haviam sido campeões em anos seguidos.

Fonte: https://globoesporte.globo.com/sp

Comentários

Esportes

Minas e Praia Clube fazem a final da Superliga Feminina de Vôlei

Minas mostra instabilidade atípica, mas se impõe contra o Sesi-Bauru e vai à decisão da competição. Praia Clube fechou a série contra o Osasco sem nenhuma dificuldade. Final mineira.

Publicado

em

Praia Clube e Minas em jogo da 10ª rodada - Foto: Praia Clube/Divulgação

As previsões estavam erradas. Naquele que se apresentava como duelo mais equilibrado das semifinais da Superliga Feminina, um passeio. Em uma das melhores atuações da temporada, o Praia Clube se impôs desde o início contra o Osasco na noite deste domingo, em Saquarema. Em 3 sets a 0, parciais 25/12, 25/18 e 25/22, o time de Uberlândia fechou a série e garantiu seu lugar na final da competição.

Em sua quarta decisão, vai buscar seu segundo título – foi campeão na temporada 2017/2018.

MINAS
Em uma noite instável, a definição foi na raça. Na noite deste domingo, em Saquarema, o Minas sofreu – e muito – diante do Sesi-Bauru. Mas, na marra, garantiu seu lugar na final da Superliga Feminina ao vencer o time paulista em 3 sets a 2, parciais 17/25, 25/22, 17/25, 25/17 e 15/8.

Com a vitória, a equipe fechou a série semifinal e vai enfrentar o Praia Clube em um clássico mineiro na decisão.

Fonte: https://globoesporte.globo.com/volei

Comentários
Continue lendo

Esportes

Conmebol publica novo calendário da Copa América com dois dias a menos

Brasil estreia contra a Venezuela. Competição vai de 13 de junho a 10 de julho e reunirá 10 seleções sul-americanas na Argentina e Colômbia.

Publicado

em

Fotos: André Durão / GloboEsporte.com e Reprodução

A Conmebol divulgou nesta segunda-feira a nova tabela da Copa América de 2021. Adiada por conta do Covid-19 no ano passado, a competição reunirá as 10 seleções do continente sul-americano. Sem convidados – Austrália e Catar desistiram de participar do torneio.

A abertura será realizada em Buenos Aires no dia 13 de junho – com Argentina x Chile, na capital, e Paraguai x Bolívia, em Mendonza – e a final será disputada em Barranquilla, no dia 10 de julho. Os dois países sediarão as partidas.

O Brasil ficará no grupo colombiano e joga em quatro cidades diferentes na primeira fase:

. A estreia brasileira será dia 14 contra a Venezuela, em Medellín.

. Depois, enfrenta o Peru, 18, em Cali.

. Em seguida, a dona da casa Colômbia, 24, em Barranquilla

. Fecha a primeira fase contra o Equador, 28, em Bogotá.

Com dois grupos de cinco equipes, quatro se classificam. Depois, vêm as quartas de final, semifinais e final e disputa de terceiro e quarto lugar. As finalistas jogarão, portanto, sete partidas.

A desistência
Austrália e Catar desistiram de disputar a Copa América depois da Confederação Asiática de Futebol (AFC, sigla em inglês) adiar os jogos das eliminatórias conjuntas para a Copa do Mundo de 2022 e para a Copa da Ásia de 2023 por efeitos da da pandemia de Covid-19.

Enquanto se define a Copa América, as seleções ainda aguardam definições sobre as Eliminatórias. A Fifa suspendeu a disputa da quinta e sexta rodada, que estava prevista para fim do mês de março. Não houve acordo com os clubes europeus para a liberação dos atletas daqueles países. Ainda não há data prevista para a reprogramação dos jogos.

Fonte: https://globoesporte.globo.com/

Comentários
Continue lendo

Esportes

Palmeiras bate o Grêmio de novo e conquista tetra da Copa do Brasil

Título encerra temporada excelente do Verdão, campeão também do Paulistão e da Libertadores; Tricolor perde a chance de se tornar o maior vencedor do torneio ao lado do Cruzeiro.

Publicado

em

Fotos: Marcos Ribolli

A Copa do Brasil é do palmeiras pela quarta vez! O título, conquistado neste domingo com uma vitória incontestável por 2 a 0 sobre o Grêmio, com gols de Wesley e Gabriel Menino, no Allianz Parque, em São Paulo (tinha vencido por 1 a 0 em Porto Alegre), tem um sabor especial. Desde 1993, com as conquistas do Paulistão, do Rio-São Paulo e do Brasileirão, o Palmeiras não vencia três títulos no mesmo ano.

E dessa vez, o peso dos três títulos é ainda maior. Somada à Copa do Brasil e ao Paulistão está a Libertadores da América, uma obsessão do palmeirense. Mas tem mais. Para dar uma noção ainda mais exata do tamanho do feito na Copa do Brasil, o Verdão desbancou em dois jogos o Grêmio, que, em caso de título, poderia se tornar, ao lado do Cruzeiro, o maior campeão do torneio, com seis conquistas. 2020, definitivamente, foi a temporada mais verde dos últimos tempos.

PRIMEIRA ETAPA
A necessidade de vencer para ser campeão fez o Grêmio partir para cima do Palmeiras logo nos primeiros minutos. E logo aos dois minutos, depois de boa jogada de Vanderson pela direita, Pepê teve grande chance na pequena área, sozinho, mas furou na hora de finalizar. Na pressão, o time gaúcho ainda chegou com Diego Souza e Alisson. Mas a resposta do Palmeiras foi forte. Rony, aos sete, em contra-ataque, ficou em ótima condição para abrir o placar. Mas Paulo Miranda, atento, travou o chute do atacante do Verdão. Depois de o Tricolor começar melhor o jogo, o Palmeiras conseguiu equilibrar. E chegou a balançar a rede aos 18, com Raphael Veiga. Mas o árbitro assinalou impedimento de Rony, autor do cruzamento. Gol bem anulado. Mais adiante, o Grêmio criou boa chance com Maicon e depois com Diego Souza, em cabeçada defendida por Weverton. Com o duelo mais equilibrado, o Verdão arriscou de fora da área, com Raphael Veiga. Mas Paulo Victor, bem posicionado, defendeu em dois tempos. Na reta final do primeiro tempo, o Palmeiras ainda apareceu bem no ataque com dois chutes de fora da área, um de Rony, que saiu pela linha de fundo, e outro de Zé Rafael, defendido por Paulo Victor.

SEGUNDA ETAPA
Na etapa final, o Palmeiras, com 30 segundos de bola rolando, criou boa chance em chute de longe de Raphael Veiga, defendido por Paulo Victor. O Grêmio respondeu com Thaciano da entrada da área. Mas o chute saiu fraco, e Weverton defendeu. Apesar de o Grêmio ter mais posse de bola, o Palmeiras usou bem o contra-ataque para abrir o placar no Allianz Parque. Aos sete minutos, Raphael Veiga deu linda assistência para Wesley bater cruzado. Paulo Victor não conseguiu defender. Aos 10, o Grêmio teve ótima chance para empatar o jogo, mas Thaciano se atrapalhou na cabeçada e facilitou o trabalho de Weverton. Irritado no banco de reservas após sofrer o gol, o técnico Renato Gaúcho tentou mudar o time com a entrada de Ferreirinha, Guilherme Azevedo e Jean Pyerre. Mas não deu certo. O Grêmio, muito lento, não conseguiu envolver o Palmeiras para tentar uma reação. A virada, portanto, ficou impossível. Bem melhor em campo e com mais repertório, o Verdão fez o segundo, aos 39, com Gabriel Menino e sacramentou o título.

O TETRA!
Com a conquista da Copa do Brasil de 2020 sobre o Grêmio, o Palmeiras chega a quatro títulos da competição. O primeiro deles foi em 1998, contra o Cruzeiro, atualmente o maior campeão do torneio. Depois, em 2012, o Verdão bateu o Coritiba na final. E em 2015, nos pênaltis, venceu o rival Santos. VEJA A LISTA DE CAMPEÕES.

SEM VAGA DIRETA
Com o vice-campeonato da Copa do Brasil, o Grêmio ficou sem a vaga na fase de grupos da Libertadores. O que faz o Tricolor estrear na segunda fase, já com um mata-mata e na próxima quarta-feira, em Porto Alegre, contra o peruano Ayacucho.

Fonte: https://globoesporte.globo.com/sp

Comentários
Continue lendo

Mais Lidas