Conecte-se Conosco

Policial

Dois advogados são mortos a tiros em escritório de advocacia, em Goiânia

Segundo testemunhas, dois homens entraram no local e atiraram contra as vítimas. Marcus Aprígio Chaves e Frank Alessandro Carvalhaes de Assis morreram no local.

Publicado

em

Fotos: Reprodução TV Anhanguera e Fayda Chiarella/TV Anhanguera

Dois advogados foram mortos a tiros, na tarde desta quarta-feira (28), em um escritório de advocacia no Setor Aeroporto, em Goiânia. As vítimas foram identificadas como Marcus Aprígio Chaves, de 41 anos, e Frank Alessandro Carvalhaes de Assis, de 47.

O crime aconteceu por volta das 14h30. De acordo com a Polícia Militar, dois homens agendaram para serem atendidos pelos advogados. Ao chegarem ao escritório, eles entraram e esperaram. Ainda conforme o relato, a secretária os levou até a sala dos advogados, momento em que os criminosos colocaram as vítimas de costas e disparam.

Da esquerda para a direita, advogados Marcio Aprigio Chaves e Frank Alessandro Carvalhaes de Assis, em Goiânia, Goiás — Foto: Reprodução/OAB-GO

Ainda conforme a PM, ao ouvir os disparos, a secretária correu para uma outra sala e se trancou dentro de um banheiro. Testemunhas relataram à TV Anhanguera que os criminosos fugiram em um carro branco, o mesmo em que chegaram ao local.

A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Goiás (OAB-GO) informou que Marcus Chaves é filho do desembargador Leobino Valente Chaves, ex-presidente do Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO).

A OAB-GO relatou que recebeu a informação da ocorrência e designou o seu vice-presidente, Thales Jaime, e mais um representante da Comissão de Direitos e Prerrogativas para irem ao local do crime. Em nota, a entidade manifestou inconformismo com a morte dos advogados e manifestou repúdio à crescente escalada de violência contra a advocacia.

“Cobramos das autoridades competentes célere elucidação, para que os responsáveis sejam levados às barras da Justiça e exemplarmente punidos”, declarou a OAB-GO.

O presidente do TJ-GO, desembargador Walter Carlos Lemes, decretou luto oficial de três dias. “O Poder Judiciário do Estado de Goiás, por todos os seus órgãos, guardará luto oficial nos dias 28, 29 e 30 de outubro, em reverência à memória do filho do desembargador Leobino Valente Chaves” (leia a íntegra abaixo).

Investigação
A Polícia Militar isolou o escritório após o assassinato. Em nota, a assessoria da corporação informou, que, no momento, “diligências ocorrem para que ocorra a prisão dos autores deste crime”.

A Polícia Civil informou que foi criada uma força-tarefa composta por cinco delegados e 30 Policiais Civis para a intervenção no local e início imediato das investigações em conjunto com a Polícia Militar, Instituto de Criminalística e Instituto de Identificação, visando a elucidação do crime.

Os delegados Francisco Junior e Mirian Vidal estiveram no local do crime para dar início à investigação e esclarecer as circunstâncias de como o duplo homicídio aconteceu. Ainda conforme a corporação, todos os detalhes do caso serão mantidos em sigilo para não prejudicar as investigações.

Nota do Tribunal de Justiça de Goiás
O presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), desembargador Walter Carlos Lemes, decretou luto oficial no Poder Judiciário do Estado de Goiás nos dias 28, 29 e 30 de outubro de 2020, em reverência à memória do filho do desembargador Leobino Valente Chaves, o advogado Marcus Aprígio Chaves, e de seu colega, o também advogado Frank Alessandro Carvalhaes de Assis.

O presidente expressa a profunda consternação no meio judiciário goiano pelo falecimento dos advogados, que, ao longo de suas carreiras prestaram relevantes serviços à justiça goiana.

Comentários

Policial

Polícia apreende 4,5 toneladas de maconha em chácara, em Santa Helena

Vários fardos da droga estavam em um chiqueiro, dentro da propriedade, segundo o Batalhação de Polícia de Fronteira da PM.

Publicado

em

Fotos: Divulgação/BPFron/PMPR

A Polícia Militar (PM) apreendeu 4,5 toneladas de maconha em uma chácara em Santa Helena, na região oeste do Paraná, na terça-feira (24).

De acordo com o Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron), parte da droga estava escondida em um chiqueiro dentro da propriedade.

Os policiais encontraram os fardos com a droga durante um patrulhamento na área rural da cidade e encontrarem um carro com placas de outro município.

Ao entrarem na chácara, encontraram uma casa abandonada, com as portas abertas. Os policiais fizeram uma vistoria pela propriedade e encontraram vários fardos com a droga.

Os policiais do BPFron também checaram as informações das placas dos carros e descobriram que elas tinham sido adulteradas.

A droga foi apreendida e levada para a delegacia da cidade. Nenhum suspeito foi encontrado no local.

Fonte: https://g1.globo.com/pr

Comentários
Continue lendo

Policial

Acidente em rodovia no interior de SP provoca 40 mortes, diz PM

Batida entre ônibus e caminhão aconteceu entre Taguaí e Taquarituba (SP).

Publicado

em

Fotos: Reprodução, Arquivo Pessoal e Arte/G1

Um acidente entre um ônibus e um caminhão deixou 40 mortos na manhã desta quarta-feira (25) em Taguaí, na região de Avaré (SP), segundo a Polícia Militar de São Paulo. A colisão aconteceu no km 172 da Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho.

Segundo o porta-voz da PM, tenente Alexandre Guedes, este é o maior acidente neste ano nas rodovias do estado de São Paulo.

O tenente diz ainda que o local é de difícil acesso e as informações ainda estão em atualização. O último balanço, de 12h, aponta 11 feridos atendidos em três hospitais da região. Os corpos dos mortos estão sendo levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Avaré.

Resumo:
. Ônibus e caminhão colidiram em Taguaí (SP)

. Acidente aconteceu por volta das 7h

. 40 pessoas morreram no local; há pessoas feridas

. Ônibus levava cerca de 50 trabalhadores de uma empresa têxtil

. Colisão ocorreu no km 172 da Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho

Ainda conforme a polícia, algumas pessoas ficaram presas às ferragens. 37 pessoas morreram no local e três a caminho ou no hospital.

O acidente aconteceu em um trecho de curva da Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho. A causa do acidente é investigada. A suspeita da polícia é que uma ultrapassagem teria provocado a colisão. Após o acidente, o caminhão invadiu uma propriedade rural. O motorista do caminhão é um dos sobreviventes.

Uma lista recebida pelas equipes de resgate aponta que 50 trabalhadores estariam no ônibus, além do motorista. A polícia trabalha na identificação das vítimas.

“A informação inicial, [seriam] funcionários de uma empresa, ao menos 53, não temos dados precisos, é uma região de difícil acesso. Pessoas socorridas para hospitais da região e outras estão recebendo socorro, presas nas ferragens”, informou o tenente Guedes.

Segundo os bombeiros, os funcionários eram levados para a empresa Stattus Jeans, em Taguaí. O G1 e a TV TEM tentam contato com a empresa. Os feridos estão sendo levados a hospitais de Taguaí, Fartura e Taquarituba.

O motorista do caminhão bitrem foi socorrido com vida e levado ao pronto-socorro de Fartura. O médico intensivista Gabriel Ortega conta que foi deslocado da UTI do hospital de Taquarituba para o pronto-socorro. De seis pacientes levados ao hospital pela manhã, dois morreram no caminho (veja video do médico).

O acidente aconteceu por volta das 7h e a rodovia precisou ser interditada para atendimento da ocorrência. Equipes de resgate da Polícia Rodoviária, bombeiros e até do helicópteros Águia, da PM, trabalham no local. Até 12h a rodovia permanecia fechada para o tráfego de veículos.

Bombeiros de Sorocaba, a mais de 250 quilômetros de distância, foram levados pelo Águia para ajudar no socorro às vítimas. Enfermeiras da Prefeitura de Taguaí também ajudam no resgate.

A Prefeitura de Taguaí decretou luto oficial por três dias na cidade. O G1 tenta contato com a Star Turismo, empresa dona do ônibus envolvido no acidente.

Fonte: https://g1.globo.com/sp

Comentários
Continue lendo

Policial

Motorista é preso com pacotes de skunk após fugir da polícia e bater carro em muro

Apreensão aconteceu neste domingo (22), em Altônia, e passageiro também foi preso; segundo a polícia, suspeitos fugiram por cerca de 25 quilômetros.

Publicado

em

Fotos: Divulgação/PRE

Um motorista, de 19 anos, e um passageiro de 52 anos, foram presos com 53 pacotes de skunk após fugirem de uma abordagem policial e baterem o carro, neste domingo (22), de acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE).

Os dois suspeitos foram identificados em um trecho da PRC-272, em Iporã, no noroeste do Paraná. Segundo a PRE, ao perceber a presença dos policiais, os dois fugiram.

A perseguição aconteceu por cerca de 25 quilômetros, até a cidade de Altônia, também no noroeste. Conforme informado pela polícia, o jovem, motorista, fez manobras perigosas até bater o carro contra o muro de uma casa.

Ninguém ficou ferido. Os pacotes de skunk encontrados no carro totalizaram 15 quilos.

Segundo a PRE, os dois suspeitos disseram que haviam recebido a droga na cidade de Guaíra e que pretendiam transportá-la até Cianorte. Os presos, os pacotes de skunk e o carro foram encaminhados à Delegacia de Iporã.

Fonte: https://g1.globo.com/pr

Comentários
Continue lendo

Mais Lidas